quinta-feira, 12 de novembro de 2015

isto


2 comentários:

Sílvia Pereira disse...

Olá Cipreste,
não a conheço, mas admiro-a lendo-a e lendo-a admiro-a cada vez mais.
sigo religiosamente o seu blog embora nunca tenha comentado. o tema da adoção sempre me apaixonou e apaixona cada vez mais, pelo que a leio com muito prazer pois escreve lindamente, e hoje ao ler o seu blog ocorreu-me a letra de um dos ultimos trabalhos da Mariza que tomo a liberdade de transcrever parcilmente:
"É preciso perder para depois se ganhar
E mesmo sem ver, acreditar.
É a vida que segue e não espera pela gente
Cada passo que demos em frente
Caminhando sem medo de errar.
Creio que a noite sempre se tornará dia
E o brilho que o sol irradia
Há-de sempre me iluminar.
Quebro as algemas neste meu lamento,
Se renasço a cada momento,
Meu destino na vida é maior.
Também eu vou em busca da luz
Saio daqui onde a sombra seduz.
Também eu estou à espera de mim
Algo me diz que a tormenta passará."

Nunca duvide de si, da sua capacidade de amar, do amor pelos SEUS filhos!
Nas suas palavras leio uma mâe perdidamente apaixonada, capaz de tudo pelos seus filhos, e não é isso ser mãe?
Felicidades para si e para os seus


Joana Mendonca disse...

É mesmo isso... bjs