quinta-feira, 9 de outubro de 2014

ninho vazio

Com todo o respeito pelos pais que estão a passar pelo "verdadeiro" síndrome do ninho vazio, é assim que me sinto: o meu ninho está vazio e os meus pardalitos tardam em chegar a casa.


E assim me vou deitar. Passo pelo quarto vazio e, uns dias, olho o quarto deles (ou dele, ou dela, ou delas), outros dias não olho. 



Enfim, boa noite,

Cipreste


p.s. a propósito, numa pesquisa, fui dar a este trabalho muito interessante, vale a pena clicar ;)

3 comentários:

Anónimo disse...

um abraço com muito carinho, e um desejo infinito para que do ninho se "comece a ouvir uns barulhositos"

Joana Mendonca disse...

É uma gravidez longa, e a espera é a parte mais dificil... Eu li, li, li durante os anos de espera. Desejos de uma espera pequena!

Cipreste disse...

obrigada :) beijinhos