quinta-feira, 7 de agosto de 2014

desejar que o dia nos seja limpo

Cada pessoa tem o seu jeito de levar a vida. Eu tenho um jeito que me traz sempre a analisar as coisas que se passam, a reflectir sobre a existência.
Actualmente, as redes sociais estão cheias de memes com citações sobre como levar a vida e confesso que me enjoam um bocado. Acredito, ainda assim, nalguns mantras que outros considerarão ingenuidade e sei que, muitas vezes, o que digo possa ser apelidado por pessoas mais práticas como sendo um discurso de auto-ajuda.
Mas a verdade é que estão sempre a acontecer”-me” coisas que não consigo ignorar, acabando por me ver nesse lugar de dissecar os dias. Reparem, não me estou a queixar da minha sorte, pois considero-me uma pessoa muito sortuda e privilegiada, mas não me lembro de viver sem sobressaltos.
Cada um tem os seus problemas, é bem certo, porém, às vezes, parece-me que há vidas um pouco mais tranquilas do que a minha. Isso, ou talvez seja apenas eu a achar que a vaca da vizinha é mais gorda do que a minha.

Amanhã é um dia bonito nas nossas vidas, porque se dará um marco que é bonito de se celebrar. É uma data especial, mas nem por isso deixou de ser assombrada.
Esta semana tivemos duas más notícias, daquelas que os psicólogos colocam nas listas de tipo “Os 5 eventos marcantes de vida como sendo causas de depressão ou stress”.
Uma delas é ultrapassável, traz angústias mas até pode vir a servir para uma viragem de vida positiva, por agora, constitui um problema a ser resolvido - que vai ser resolvido.
A outra, e as possibilidades que traz dentro, tira-nos o tapete por debaixo dos pés, deixa-nos momentaneamente sem fôlego, faz-nos ter medo, faz-nos sentir as lágrimas sempre prontas a brotar.
É chegada uma nova hora de termos todos muita força, de estarmos atentos e nos apoiarmos uns aos outros, de torcer para que as piores suspeitas não se confirmem.

A ser sincera, digo que gostava que a vida nos desse uma pausa nestes sobressaltos, mas não tenho a quem o pedir pelo que também me vejo sem ninguém para culpar. São acasos da sorte e do azar. E queixar-nos também não terá serventia, não é? E talvez fosse mesmo uma heresia, pois, como disse, sei que somos uns privilegiados.

No meio disto tudo, temos conversas de esperança. Sonhamos com os nossos meninos e confessamos a ânsia da sua chegada aos nossos braços. Vamos compondo o enxoval do sobrinho que aí vem e já o imaginamos a adormecer ao nosso colo.
via post secret
Somos uns sortudos, não é? Temo-nos uns aos outros e sonhos de embalar.

E depois, mesmo sem acreditar num Deus, mas acreditando na energia do bem-querer, podemos rezar e desejar dias limpos uns aos outros, que sempre traz alguma inspiração aos nossos sorrisos.

Saúdinha!
Cipreste

8 comentários:

Mãe Sabichona disse...

Um beijinho*

Ana disse...

Um abraço e que o dia vos seja limpo.

Anónimo disse...

A expressão "que o dia vos seja limpo" é deliciosa.

Também tenho essa sensação de que há vidas mais tranquilas do que a minha e há dias em que tudo o que desejo é apenas um pouco de paz de espírito.
Mas os sobressaltos até nem são assim tantos, é mais talvez a minha forma de encarar a vida e as e adversidades. Sei que um dia mais limpo depende apenas de mim, mas não tenho essa força que se percebe no que escreves. Pelo pouco que vou lendo, tu, Cipreste, tens essa força dentro de ti, uma forma de olhar a vida que eu admiro e invejo. Desejo-te muitos dias limpos.

Cristina

Ana Borges disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cipreste disse...

obrigada, meninas

Cristina, "que o dia te seja limpo" foi surripiado ao Al Berto de um poema ;)

Carla Oliveira disse...

Que os dias bonitos, mesmo sendo poucos, consigam ter uma força maior e se sobreponham aos dias menos bons...

Se valer de alguma coisa, estarei deste lado em pensamento convosco em mais uma nova hora.

Beijo grande e coragem

Joana Mendonca disse...

Oh... Id entifico-me tanto com o inicio do post! Mas tenho tido a sorte de ter poucos sobressaltos... Muita sorte mesmo! Fico aqui a desejar que vos corra tudo bem, e que os sobressaltos sejam mesmo pequeninos... Abraço...

Cipreste disse...

Beijinhos e obrigada por esteram aí desse lado, Carla e Joana :)